PEC da Previdência: 119 governistas assinam emendas

Levantamento realizado pelo jornal Valor Econômico mostra que mais de um quarto dos deputados de partidos da base aliada do governo Temer subscreveram ao menos 50 emendas com sugestões para alterar o texto da reforma da Previdência; se votarem unidos com a oposição, o grupo pode inviabilizar a aprovação da reforma, considerada prioridade no Planalto; apenas 294 deputados aprovam o texto como está, número abaixo dos 308 necessários

previdência câmara
previdência câmara (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um levantamento realizado pelo jornal Valor Econômico e publicado nesta quinta-feira 16 mostra que mais de um quarto dos deputados de partidos da base aliada do governo Michel Temer subscreveram ao menos 50 emendas para alterar o texto da reforma da Previdência.

O grupo representa 119 deputados governistas. Se votarem unidos com a oposição, eles podem inviabilizar a aprovação da reforma, considerada prioridade pelo Planalto. Apenas 294 deputados aprovam o texto integralmente como foi apresentado, número abaixo dos 308 votos necessários.

O governo federal quer aprovar a proposta da reforma em abril, para que por volta do meio do ano seja aprovado no Senado - onde alguns parlamentares da base também já anunciam que o texto não passa da forma como está.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247