Pedido de inelegibilidade deve assombrar Alckmin em 2018, diz MP

Ministério Público dá como certo que o pedido de inelegibilidade do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, por abuso de poder político em favor de João Doria chegará ao Tribunal Superior Eleitoral às vésperas da eleição presidencial de 2018, o que deve assombrar uma eventual campanha do tucano; A perspectiva é que ele seja recusado nas duas instâncias em São Paulo, o que fará com que a Procuradoria recorra à corte superior pouco antes da eleição

Pedido de inelegibilidade deve assombrar Alckmin em 2018, diz MP
Pedido de inelegibilidade deve assombrar Alckmin em 2018, diz MP (Foto: MASTRANGELO REINO/A2 FOTOGRAFIA)

247 - Ministério Público dá como certo que o pedido de inelegibilidade do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, por abuso de poder político em favor de João Doria chegará ao Tribunal Superior Eleitoral às vésperas da eleição presidencial de 2018, o que deve assombrar uma eventual campanha do tucano. A perspectiva é que ele seja recusado nas duas instâncias em São Paulo, o que fará com que a Procuradoria recorra à corte superior pouco antes da eleição.

A informação é da coluna Painel, da Folha de S.Paulo:

"Na peça encaminhada à Justiça, a defesa de Alckmin chama de “assombroso” o paralelo entre a nomeação de um membro do PP para o secretariado paulista — contestada na ação — e a indicação de Lula para o ministério de Dilma Rousseff.

O Palácio dos Bandeirantes diz que “não houve relação entre eleições e medidas de governo” e que a ação é improcedente. “Por não ter misturado governo e máquina partidária, Alckmin constituiu o advogado que o defende há décadas”, afirma."

 

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247