Pega muito mal em Davos a fuga de Bolsonaro das entrevistas

Jornalistas estrangeiros presentes no Fórum Econômico Mundial, na Suíça, têm estranhado e perguntado a repórteres da imprensa brasileira por que o presidente Jair Bolsonaro não dará a tradicional entrevista coletiva que chefes de Estado presentes no evento costuma conceder; a coletiva de Bolsonaro constava na agenda no site oficial do Fórum até semana passada, mas foi retirada pelos organizadores, por não ter tido confirmação do governo brasileiro; Bolsonaro foge de questões relacionadas ao escândalo envolvendo seu filho, Flávio Bolsonaro

Pega muito mal em Davos a fuga de Bolsonaro das entrevistas
Pega muito mal em Davos a fuga de Bolsonaro das entrevistas (Foto: Alan Santos/PR)

247 - Jornalistas estrangeiros presentes no Fórum Econômico Mundial, na Suíça, têm estranhado e perguntado a repórteres da imprensa brasileira por que o presidente Jair Bolsonaro não dará a tradicional entrevista coletiva que chefes de Estado presentes no evento costuma conceder, relatam Célia Froufe e Jamil Chade, enviados especiais do Estado de S.Paulo a Davos.

A coletiva de Bolsonaro constava na agenda no site oficial do Fórum até semana passada, mas "sumiu" após o escândalo do Coaf, tendo sido retirada pelos próprios organizadores, por não ter tido confirmação do governo brasileiro. Bolsonaro foge de questões relacionadas ao escândalo envolvendo seu filho, Flávio Bolsonaro. O episódio tomou uma proporção muito maior neste fim de semana, após denúncias da Globo.

Davos é a primeira viagem internacional de Bolsonaro, que fará de sua ida ao Fórum Econômico Mundial sua vitrine para o mundo. "Ao chegar a seu hotel no vilarejo conhecido por sua estação de esqui, ele evitou a imprensa, entrando em seu hotel pela garagem", relataram os repórteres do Estado.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247