Pesquisa interna tucana aponta que só 17% defendem Temer

Uma pesquisa encomendada pela cúpula do PSDB sobre a permanência de Temer no Planalto revela: apenas 17% dos ouvidos quer que o peemedebista permaneça no cargo; feito na semana passada, o levantamento é anterior ao mais recente escândalo de Temer, sua carona no jatinho de Joesley Batista, o que pode ter impacto ainda mais negativo entre os brasileiros

(Brasília - DF 16/01/2017) Entrevista para a agência Reuters. Foto: Alan Santos/PR
(Brasília - DF 16/01/2017) Entrevista para a agência Reuters. Foto: Alan Santos/PR (Foto: Giuliana Miranda)

247 - A cúpula do PSDB encomendou pesquisa sobre a permanência de Michel Temer no Planalto.

O levantamento, feito na semana passada, com 2.000 pessoas, ainda antes do escândalo do jatinho de Joesley Batista.

De uma maneira ou de outra, os brasileiros querem que Temer saia. A pesquisa aponta que 30% são a favor da cassação da chapa pelo TSE.

A renúncia seria o melhor caminho para 27%; e outros 18% optaram pelo impeachment.

Apenas 17% defendem que Michel Temer fique no cargo.

As informações são da coluna Painel da Folha de S.Paulo.

 

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247