Petista vence Bolsonaro e vai comandar CDHM

Em votação apertada, deputado Assis do Couto é eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos; ele venceu o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), que se lançou em candidatura avulsa, por 10 votos a 8

Em votação apertada, deputado Assis do Couto é eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos; ele venceu o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), que se lançou em candidatura avulsa, por 10 votos a 8
Em votação apertada, deputado Assis do Couto é eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos; ele venceu o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), que se lançou em candidatura avulsa, por 10 votos a 8 (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Câmara - Em votação apertada, o deputado Assis do Couto (PT-PR) foi escolhido presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados. Ele venceu o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), que se lançou em candidatura avulsa, por 10 votos a 8. O 1º vice-presidente do colegiado será o deputado Nilmário Miranda (PT-MG). Os 2º e 3º vices serão definidos posteriormente.

Assis do Couto declarou que a missão da comissão será a partir de agora dialogar com a diversidade e a pluralidade do povo brasileiro, sem perder o foco na defesa das minorias. Ele prometeu traçar nos próximos dias um plano de trabalho para colocar esse objetivo em prática.

Partido com a maior bancada na Câmara, o PT tem prioridade na escolha das comissões que presidirá, mas, no ano passado, abriu mão da de Direitos Humanos. O colegiado acabou sendo comandado pelo deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), o que gerou protestos de grupos que o acusavam de homofobia. "Não poderíamos deixar que a comissão caísse em mãos erradas", disse o novo líder do PT, deputado Vicentinho (SP).

Perfil

Com raízes no campo, Assis do Couto tem como bandeira o fortalecimento da agricultura familiar no País. Está em seu terceiro mandato de deputado federal e, nesta legislatura, atuou como titular da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; e da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email