PF pede mais 60 dias para investigar Temer

Pedido foi feito nesta terça-feira 20 pelo delegado Cleyber Lopes, que coordena o inquérito sobre o esquema dos portos, ao ministro Luís Roberto Barroso, do STF; a investigação apura se Michel Temer beneficiou a empresa Rodrimar, que atua no Porto de Santos, na edição do decreto dos Portos, assinado em maio de 2017; inquérito foi alvo de polêmica recente, quando o delegado-geral da PF, Fernando Segovia, declarou em entrevista que ele seria arquivado por falta de provas

São Paulo - Presidente Michel Temer participa da abertura da 18ª Conferência Anual Santander (Beto Barata/PR)
São Paulo - Presidente Michel Temer participa da abertura da 18ª Conferência Anual Santander (Beto Barata/PR) (Foto: Gisele Federicce)

247 - A Polícia Federal pediu ao Supremo Tribunal Federal nesta terça-feira 20 prorrogação de mais 60 dias na investigação contra Michel Temer no esquema dos portos.

O pedido foi feito pelo delegado Cleyber Lopes ao ministro Luís Roberto Barroso, do STF. A investigação apura se o presidente Michel Temer beneficiou a empresa Rodrimar, que atua no Porto de Santos, na edição do decreto dos Portos, assinado em maio de 2017. Barroso é o relator do caso e decidirá sobre a prorrogação.

O inquérito foi alvo de uma polêmica recente, quando o delegado-geral da PF, Fernando Segovia, declarou em uma entrevista à agência Reuters que ele seria arquivado por falta de provas, e que o delegado responsável, Cleyber Lopes, poderia ser alvo de um procedimento interno por supostamente ter feito perguntas duras a Temer.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247