PGR cobra R$ 63 mi de Odebrecht referentes a acordo de delação

 Procuradoria-Geral da República está cobrando do empresário Marcelo Odebrecht o pagamento de R$ 63,1 milhões referentes ao seu acordo de delação premiada; pedido foi feito nesta quinta-feira (1º) junto ao STF (Supremo Tribunal Federal), e vai ser submetido ao relator do caso no Supremo, ministro Edson Fachin

Marcelo Odebrecht 
Marcelo Odebrecht  (Foto: Aquiles Lins)

247 - A Procuradoria-Geral da República está cobrando do empresário Marcelo Odebrecht o pagamento de R$ 63,1 milhões referentes ao seu acordo de delação premiada.

O pedido foi feito nesta quinta-feira (1º) junto ao STF (Supremo Tribunal Federal), e vai ser submetido ao relator do caso no Supremo, ministro Edson Fachin.

A manifestação da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, diz que Odebrecht depositou R$ 2,1 milhões em julho de 2017 na conta judicial vinculada ao acordo de colaboração. No entanto, o entendimento do MPF é que o total a ser pago é de R$ 65,2 milhões.

Segundo Raquel Dodge, Odebrecht também deveria pagar valores referentes à "valorização de imóveis parcialmente adquiridos com os valores ilícitos", e que devem ser descontados do total a ser pago apenas multas e impostos pagos pelo empresário quando o dinheiro foi regularizado e trazido para o Brasil.

A PGR também informa que Marcelo Odebrecht pagou no ano passado a multa definida pelo acordo, no valor de R$ 73,3 milhões.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247