Planalto teme que chips em mala provem que propina chegou a Temer

"Um dos grande temores de auxiliares de Michel Temer é que os chips na mala de dinheiro entregue a Rodrigo Rocha Loures ou o uso das notas marcadas em meio à propina compliquem a situação do presidente", diz o colunista Lauro Jardim neste domingo, 21, sobre a mala com R$ 500 mil entregue pela JBS com destino a Michel Temer; "Embora Temer siga dizendo que não recebeu propina alguma, assessores do Palácio do Planalto temem que a Polícia Federal consiga identificar que, de alguma maneira, o dinheiro chegou até ele", diz Jardim

"Um dos grande temores de auxiliares de Michel Temer é que os chips na mala de dinheiro entregue a Rodrigo Rocha Loures ou o uso das notas marcadas em meio à propina compliquem a situação do presidente", diz o colunista Lauro Jardim neste domingo, 21, sobre a mala com R$ 500 mil entregue pela JBS com destino a Michel Temer; "Embora Temer siga dizendo que não recebeu propina alguma, assessores do Palácio do Planalto temem que a Polícia Federal consiga identificar que, de alguma maneira, o dinheiro chegou até ele", diz Jardim
"Um dos grande temores de auxiliares de Michel Temer é que os chips na mala de dinheiro entregue a Rodrigo Rocha Loures ou o uso das notas marcadas em meio à propina compliquem a situação do presidente", diz o colunista Lauro Jardim neste domingo, 21, sobre a mala com R$ 500 mil entregue pela JBS com destino a Michel Temer; "Embora Temer siga dizendo que não recebeu propina alguma, assessores do Palácio do Planalto temem que a Polícia Federal consiga identificar que, de alguma maneira, o dinheiro chegou até ele", diz Jardim (Foto: Aquiles Lins)

247 - Entre as preocupações de Michel Temer com as revelações de que cometeu corrupção, associação criminosa e obstrução da Justiça, feitas pela JBS, está o temor de que os chips implantados na mala com R$ 500 mil em propina entregue ao deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) provem que ele recebeu o dinheiro.

É o que revela o colunista Lauro Jardim, do Globo, neste domingo, 21. Leia a nota:

"O medo do Planalto

Um dos grande temores de auxiliares de Michel Temer é que os chips na mala de dinheiro entregue a Rodrigo Rocha Loures ou o uso das notas marcadas em meio à propina compliquem a situação do presidente. Embora Temer siga dizendo que não recebeu propina alguma, assessores do Palácio do Planalto temem que a Polícia Federal consiga identificar que, de alguma maneira, o dinheiro chegou até ele." 

A Polícia Federal já investiga se a propina paga ao deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) foi repassada a Michel Temer. Em depoimento à Procuradoria Geral da República (PGR), o executivo Ricardo Saud afirmou que tem "certeza absoluta" que o suborno foi destinado a Temer. Indagado pelos procuradores a confirmar a afirmação, o executivo da J&F é taxativo. "Com as minhas palavras, eu tenho certeza absoluta que nós tratamos propina com o Temer. Nós nunca tratamos propina com o Rodrigo. O Rodrigo foi um mensageiro que Michel Temer mandou pra conversar com a gente, pra resolver os nossos problemas e pra receber o dinheiro dele. "

Assista acima. 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247