Pouca articulação dos ministros deixa Temer 'exausto' com Congresso

A dificuldade de articulação de vários de seus ministros obriga Michel Temer a se envolver em longas negociações com o Congresso, o que, segundo interlocutores, tem deixado o presidente "exausto"; governo avalia que a atuação dos ministros da área não estaria dando conta do recado; fonte próxima a Temer afirma que o presidente tem dado sinais de cansaço —em geral ele dorme depois da 1h da madrugada e acorda bem cedo

Presidente Michel Temer discursa durante Cerimônia de Migração das Rádios AM para FM. (Brasília - DF 07/11/2016) Foto: Marcos Corrêa/PR
Presidente Michel Temer discursa durante Cerimônia de Migração das Rádios AM para FM. (Brasília - DF 07/11/2016) Foto: Marcos Corrêa/PR (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A dificuldade de articulação de vários de seus ministros obriga o presidente Michel Temer a se envolver em longas negociações com o Congresso. Segundo interlocutores, Temer tem se dito "exausto". O governo tem avaliado que a atuação dos ministros da área não estaria dando conta do recado. As informações são da coluna de Mônica Bergamo na Folha de S.Paulo. 

"O diagnóstico é de um interlocutor direto de Temer, que afirma que o presidente tem dado sinais de cansaço —em geral ele dorme depois da 1h da madrugada e acorda bem cedo.

Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), ministro-chefe da Secretaria de Governo e encarregado de fazer as negociações com os parlamentares, é conhecido pelo temperamento explosivo, o que levaria os deputados a muitas vezes recorrer a Temer.

Ele continua, no entanto, gozando da confiança do presidente."

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247