Presidente do Senado anuncia CPI para apurar fake news nas eleições

Davi Alcolumbre informou também que devolverá a Bolsonaro o trecho que entregava a demarcação de terras indígenas ao Ministério da Agricultura. Com isso, esta atribuição volta ao Ministério da Justiça, como o Congresso havia definido

www.brasil247.com - Senadores contrários ao decreto das armas estão sofrendo ameaças
Senadores contrários ao decreto das armas estão sofrendo ameaças (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)


247 - O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou nesta terça-feira, 25, que vai criar uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para investigar a disseminação de notícias falsas nas eleições de 2018, o que pode atingir diretamente o presidente Jair Bolsonaro. 

Alcolumbre informou também que devolverá a Bolsonaro o trecho que entregava  a demarcação de terras indígenas ao Ministério da Agricultura. Com isso,  esta atribuição volta ao Ministério da Justiça, como o Congresso havia  definido.

“Definimos, em reunião de líderes, que o Congresso Nacional vai  devolver parte da Medida Provisória 886/2019, que trata da demarcação de  terras indígenas. Concordamos que o tema deve ser competência do  Ministério da Justiça e Segurança Pública”, escreveu o presidente do  Senado em sua conta no Twitter.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

  

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email