Presidente do Senado anuncia CPI para apurar fake news nas eleições

Davi Alcolumbre informou também que devolverá a Bolsonaro o trecho que entregava a demarcação de terras indígenas ao Ministério da Agricultura. Com isso, esta atribuição volta ao Ministério da Justiça, como o Congresso havia definido

Senadores contrários ao decreto das armas estão sofrendo ameaças
Senadores contrários ao decreto das armas estão sofrendo ameaças (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou nesta terça-feira, 25, que vai criar uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para investigar a disseminação de notícias falsas nas eleições de 2018, o que pode atingir diretamente o presidente Jair Bolsonaro. 

Alcolumbre informou também que devolverá a Bolsonaro o trecho que entregava  a demarcação de terras indígenas ao Ministério da Agricultura. Com isso,  esta atribuição volta ao Ministério da Justiça, como o Congresso havia  definido.

“Definimos, em reunião de líderes, que o Congresso Nacional vai  devolver parte da Medida Provisória 886/2019, que trata da demarcação de  terras indígenas. Concordamos que o tema deve ser competência do  Ministério da Justiça e Segurança Pública”, escreveu o presidente do  Senado em sua conta no Twitter.

  

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247