Pressionado, Alexandre Frota renuncia à indicação para área de Cultura da transição do governo Lula

Deputado disse que foi vítima de "ataques covardes" vindos da "esquerda sapatênis do Leblon"

Alexandre Frota e Lula

247 - O deputado federal Alexandre Frota (Prós-SP) usou a sua conta no Twitter para informar que, devido à pressão popular e a vários “ataques covardes e preconceituosos que eu tenho recebido”, vai declinar do convite feito pelo governo Lula para compor o grupo de trabalho da Cultura na equipe de transição.

“Fala pessoal, tenho visto os ataques covardes e preconceituosos que eu tenho recebido por ter sido convidado para a transição na Cultura,ataques inclusive a minha família vem de uma ala da esquerda sapatênis do Leblon. O Preconceito está na transição que fala em um País Plural”, tuitou.

>>> Quatro motivos levaram Frota a integrar equipe de transição de Lula para Cultura

CONTINUA DEPOIS DAS RECOMENDAÇÕES

“O Preconceito está na cabeça deles que falam da diversidade, de oportunidades para todos, de respeito às diferenças, sem julgamentos ( não é bem assim ).Como estou de boa e não quero problemas,vou ficar com minha família e declinar do convite .Obrigado", finalizou o deputado.

Frota foi anunciado pelo vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) na última terça-feira (22) para integrar o GT de Cultura da equipe de transição do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.