Prestes a cair, Temer faz reunião com advogado

Acuado pelas denúncias de corrupção e obstrução à Justiça, Michel Temer reuniu-se neste sábado (2) com seu advogado, o criminalista Antônio Claudio Mariz de Oliveira; objetivo do encontro é discutir os efeitos da Operação Patmos que jogou o país em uma crise política sem precedente; prisão do ex-assessor de Temer e ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) - flagrado com uma mala recheada com RR$ 500 mil em propinas - também é um fator de inquietação para o Planalto e foi debatida no encontro

Presidente Michel Temer, em São Paulo. 03/04/2017 REUTERS/Nacho Doce
Presidente Michel Temer, em São Paulo. 03/04/2017 REUTERS/Nacho Doce (Foto: Paulo Emílio)

247 - Acuado pelas denúncias de corrupção e obstrução à Justiça, Michel Temer reuniu-se neste sábado (2) com seu advogado, o criminalista Antônio Claudio Mariz de Oliveira. Objetivo do encontro é discutir os efeitos da Operação Patmos que jogou o país em uma crise política sem precedentes. A prisão do ex-assessor de Temer e ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) também é um fator de inquietação para o Planalto.

Temer foi gravado pelo empresário do grupo JBS, Joesley Batista, durante uma reunião no Palácio do Jaburu na noite de 7 de março. Na ocasião, Joesley descreveu ter cometido uma série de rimes, como o pagamento de mesada de R$ 50 mil para o procurador da República Ângelo Goulart, que atuava na força-tarefa da Operação Greenfield, para ter acesso a informações confidenciais. "Ótimo, ótimo', diz Temer ao tomar conhecimento que Joesley estava 'segurando' dois juízes.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247