Programa de Marina também plagiou gestão Lula

Plano de governo de Marina Silva é uma sequência de imitações; candidata do PSB também reproduziu, na íntegra, três propostas de Lula para a saúde em 2006; em um dos textos copiados, promete "ampliar o Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), estendendo, com o apoio das Forças Armadas, o atendimento a regiões de difícil acesso"; o texto também aproveita trechos de um discurso feito por ela há mais de quatro anos, em Nova York; outras acusações foram de plágio de trechos inteiros do capítulo "Educação, cultura e ciência, Tecnologia e Inovação" de um artigo da USP sem citar a fonte e o autor; e ainda de parte do Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH), lançado por FHC em 2002

Plano de governo de Marina Silva é uma sequência de imitações; candidata do PSB também reproduziu, na íntegra, três propostas de Lula para a saúde em 2006; em um dos textos copiados, promete "ampliar o Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), estendendo, com o apoio das Forças Armadas, o atendimento a regiões de difícil acesso"; o texto também aproveita trechos de um discurso feito por ela há mais de quatro anos, em Nova York; outras acusações foram de plágio de trechos inteiros do capítulo "Educação, cultura e ciência, Tecnologia e Inovação" de um artigo da USP sem citar a fonte e o autor; e ainda de parte do Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH), lançado por FHC em 2002
Plano de governo de Marina Silva é uma sequência de imitações; candidata do PSB também reproduziu, na íntegra, três propostas de Lula para a saúde em 2006; em um dos textos copiados, promete "ampliar o Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), estendendo, com o apoio das Forças Armadas, o atendimento a regiões de difícil acesso"; o texto também aproveita trechos de um discurso feito por ela há mais de quatro anos, em Nova York; outras acusações foram de plágio de trechos inteiros do capítulo "Educação, cultura e ciência, Tecnologia e Inovação" de um artigo da USP sem citar a fonte e o autor; e ainda de parte do Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH), lançado por FHC em 2002 (Foto: Roberta Namour)

247 – Em mais um falso passo que indica despreparo em concorrer à Presidência do Brasil, depois de copiar artigo da USP e programa de FHC, Marina Silva plagiou também o ex-presidente Lula.

Segundo o colunista Bernardo Mello Franco, seu plano de governo reproduziu na íntegra três propostas de Lula para a saúde em 2006. O texto copiado prometia "ampliar o Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), estendendo, com o apoio das Forças Armadas, o atendimento a regiões de difícil acesso".

Outra promessa repetida fala em apoiar a "criação das Centrais de Regulação, garantindo o acesso dos cidadãos, de forma mais rápida e humanizada, à rede hierarquizada de atenção integral à saúde".

Reportagem da Folha de S. Paulo publicada hoje aponta que o texto também aproveita trechos de um discurso feito pela candidata há mais de quatro anos, em Nova York, sem citar que trata-se de uma fala da própria Marina realizada em 2010.

Ontem, veio à tona a cópia de trechos usados no "eixo 3", sobre "Educação, cultura e ciência, Tecnologia e Inovação", de um artigo publicado (acesse aqui) pela edição número 89 da Revista da USP (março/maio 2011), sem citar a fonte nem o autor, como é comum em casos de plágio.

Nessa semana, o candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves, também acusou Marina de plagiar parte do Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH), lançado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em 2002. "O capítulo do programa de Marina é uma cópia exata do PNDH de FHC.

"Não se teve sequer o cuidado de alterar palavras. Isso é apenas mais uma sinalização do improviso, e da enorme contradição que ronda essa candidatura", acrescentou o tucano.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247