PROS e PSB fecham questão contra reforma da Previdência

Deputado federal Toninho Wandscheer (PROS-PR) anuncia em nota oficial que a bancada do partido na Câmara também votará contra a reforma da previdência (fim da aposentadoria) proposta pelo ilegítimo Michel Temer (PMDB); "Temos que tomar uma decisão que seja favorável ao nosso país. O trabalhador não pode pagar por um erro que não foi dele!", disse Wandscheer; na noite dessa quarta-feira, 8, a bancada do PSB havia se manifestado contrária ao texto da PEC 287/16; “Não podemos aceitar uma proposta que afronta conquistas históricas da população”, dizem os deputados peessebistas Luciano Ducci e Leopoldo Meyer

Deputado federal Toninho Wandscheer (PROS-PR) anuncia em nota oficial que a bancada do partido na Câmara também votará contra a reforma da previdência (fim da aposentadoria) proposta pelo ilegítimo Michel Temer (PMDB); "Temos que tomar uma decisão que seja favorável ao nosso país. O trabalhador não pode pagar por um erro que não foi dele!", disse Wandscheer; na noite dessa quarta-feira, 8, a bancada do PSB havia se manifestado contrária ao texto da PEC 287/16; “Não podemos aceitar uma proposta que afronta conquistas históricas da população”, dizem os deputados peessebistas Luciano Ducci e Leopoldo Meyer
Deputado federal Toninho Wandscheer (PROS-PR) anuncia em nota oficial que a bancada do partido na Câmara também votará contra a reforma da previdência (fim da aposentadoria) proposta pelo ilegítimo Michel Temer (PMDB); "Temos que tomar uma decisão que seja favorável ao nosso país. O trabalhador não pode pagar por um erro que não foi dele!", disse Wandscheer; na noite dessa quarta-feira, 8, a bancada do PSB havia se manifestado contrária ao texto da PEC 287/16; “Não podemos aceitar uma proposta que afronta conquistas históricas da população”, dizem os deputados peessebistas Luciano Ducci e Leopoldo Meyer (Foto: Aquiles Lins)

Por Esmael Morais, em seu blog - O deputado federal Toninho Wandscheer (PROS-PR) anuncia em nota oficial que a bancada do partido na Câmara também votará contra a reforma da previdência (fim da aposentadoria) proposta pelo ilegítimo Michel Temer (PMDB).

Na noite desta quarta (8), a bancada do PSB igualmente havia se manifestado contrária ao texto da PEC 287/16.

O Blog do Esmael ainda registrou que na noite de terça (7) 19 dos 22 senadores da bancada do PMDB se manifestaram contra a reforma da previdência.

Como se vê, Michel Temer se isolou ao tentar impor o projeto da vida dele que é a retirada de direitos dos trabalhadores brasileiros.

A seguir, leia a íntegra da nota oficial do PROS:

NOTA OFICIAL

DEPUTADO TONINHO REJEITA PEC DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

O deputado federal Toninho Wandscheer (Pros) e demais parlamentares da Bancada do Pros na Câmara dos Deputados, rejeitaram o texto apresentado na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16, que trata da Reforma da Previdência, enviado pelo Governo Federal.

O anúncio foi feito agora à noite pelo deputado Toninho que está em Brasília, e que durante todo o processo de debate, de reuniões com diversos segmentos para discutir os termos da reforma, sempre se manteve favorável aos trabalhadores.

"Temos que tomar uma decisão que seja favorável ao nosso país. Precisamos discutir melhor sobre a Reforma da Previdência, um tempo maior para discutir, aumentar o número de audiências públicas, debater e ouvir a sociedade. O trabalhador não pode pagar por um erro que não foi dele!", disse Wandscheer.

Entenda
Em termos gerais, a PEC fixa idade mínima de 65 anos para homens e mulheres poderem se aposentar pelo INSS, cria regras de transição para mulheres e homens com 45 e 50 anos, respectivamente, e muda os cálculos de benefícios.

Abaixo, leia a íntegra da nota do PSB:


Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247