Protagonismo leva Maia assumir espaços e a agir como primeiro-ministro

Com a base governista desarticulada, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), vem assumindo um protagonismo cada vez maior junto à pauta política nacional, o que tem provocado reações da base bolsonarista no Congresso que já vê nele uma espécie de "primeiro-ministro"

Maia despreza PSDB e implode aliança golpista
Maia despreza PSDB e implode aliança golpista (Foto: Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

247 - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), vem assumindo um protagonismo cada vez maior junto à pauta política nacional, o que tem provocado reações da base bolsonarista no Congresso que já vê nele uma espécie de "primeiro-ministro". Maia, que já havia puxado para si a responsabilidade da reforma da Previdência, também vem ampliando sua participação em outras questões, como a que trata da liberação de recursos do fundo da Operação Lava Jato para ações na Amazônia, o que tem atiçado a base governista a avaliar se existe uma espécie de parlamentarismo branco em andamento.

Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, Maia também tem investido em outras frentes, como na área esportiva e de segurança, ao sinalizar que os debates sobre os pacotes da área de segurança pública – elaborados pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, e pelo ministro do STF Alexandre de Moraes - podem avançar na Câmara. 

O protagonismo do democrata, porém, tem desagradado a base bolsonarista na Câmara. Na quarta-feira (28) a deputada Carla Zambelli (PSL-SP) usou o Twitter para dizer que "Maia quer sinalizar que o Parlamento 'seja um instrumento de equilíbrio neste processo de desenvolvimento, sem deixar de lado o Meio Ambiente'. Como falei no meu discurso de domingo na [avenida] Paulista: o Executivo é com Jair Bolsonaro. E parece que o parlamentarismo é apoiado aqui'", disparou. 

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247