PSDB: base do impeachment é a 'voz de milhões de brasileiros'

Partido presidido pelo senador Aécio Neves (MG) disse em nota à imprensa nesta tarde que a base do impeachment "não está um partido político, mas a voz de milhões de brasileiros"; declaração foi em resposta à fala da presidente Dilma Rousseff, que afirmou a jornalistas que a base do impeachment "é e sempre foi" o PSDB; apoiador do golpe contra a democracia, o partido tucano destaca o fato do jurista Hélio Bicudo, um dos autores do pedido de impeachment, ser um dos fundadores do PT e diz que o pedido – "ao contrário do que o PT fez no passado, ao propor o impeachment dos ex-presidentes Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso" - tem fundamento

Partido presidido pelo senador Aécio Neves (MG) disse em nota à imprensa nesta tarde que a base do impeachment "não está um partido político, mas a voz de milhões de brasileiros"; declaração foi em resposta à fala da presidente Dilma Rousseff, que afirmou a jornalistas que a base do impeachment "é e sempre foi" o PSDB; apoiador do golpe contra a democracia, o partido tucano destaca o fato do jurista Hélio Bicudo, um dos autores do pedido de impeachment, ser um dos fundadores do PT e diz que o pedido – "ao contrário do que o PT fez no passado, ao propor o impeachment dos ex-presidentes Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso" - tem fundamento
Partido presidido pelo senador Aécio Neves (MG) disse em nota à imprensa nesta tarde que a base do impeachment "não está um partido político, mas a voz de milhões de brasileiros"; declaração foi em resposta à fala da presidente Dilma Rousseff, que afirmou a jornalistas que a base do impeachment "é e sempre foi" o PSDB; apoiador do golpe contra a democracia, o partido tucano destaca o fato do jurista Hélio Bicudo, um dos autores do pedido de impeachment, ser um dos fundadores do PT e diz que o pedido – "ao contrário do que o PT fez no passado, ao propor o impeachment dos ex-presidentes Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso" - tem fundamento (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em nota à imprensa na tarde desta sexta-feira, 11, o PSDB, presidido pelo senador Aécio Neves (MG), afirmou que a base do impeachment "não está um partido político, mas a voz de milhões de brasileiros". Declaração foi em resposta à fala da presidente Dilma Rousseff, que afirmou a jornalistas que a base do impeachment "é e sempre foi" o PSDB (leia aqui). 

No texto, o PSDB destaca o fato do jurista Hélio Bicudo, um dos autores do pedido de impeachment, ser um dos fundadores do PT e diz que o pedido – "ao contrário do que o PT fez no passado, ao propor o impeachment dos ex-presidentes Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso" - tem fundamento.

 "As pedaladas fiscais violaram a Constituição e se constituíram em mais uma ferramenta para enganar a população e vencer as eleições, já que serviram para esconder do país a real situação das contas públicas", afirma o texto.

sobre a reunião do partido nessa quinta-feira, 10, onde os principais líderes tucanos "afinaram a oruqestra" em defesa do golpe contra a democracia, o PSDB afirmou que a posição externada ontem pelos principais seus líderes "parte da constatação de que a presidente efetivamente cometeu crime de responsabilidade". Na nota, os tucanos ainda cobram uma postura diferente de Dilma e dizem que ela deveria se preocupar na sua defesa e não tentar politizar a questão.

"Já é hora de a presidente dedicar-se à defesa das graves acusações que lhe são imputadas e deixar de lado a inócua retórica política com a qual tem buscado se defender e terceirizar responsabilidades", diz o texto.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email