PSDB diz na TV que Temer, apoiado por tucanos, compra deputados

Propaganda eleitoral nacional, ideia do presidente da legenda, Tasso Jereissati, admite que o partido "errou", defende o parlamentarismo e diz que Michel "Temer não une o país nem tem força no governo"; sigla que tem 4 ministros no governo diz também que Temer governa "negociando individualmente com políticos ou com partidos que só querem vantagens pessoais e não pensam no país"

Propaganda eleitoral nacional, ideia do presidente da legenda, Tasso Jereissati, admite que o partido "errou", defende o parlamentarismo e diz que Michel "Temer não une o país nem tem força no governo"; sigla que tem 4 ministros no governo diz também que Temer governa "negociando individualmente com políticos ou com partidos que só querem vantagens pessoais e não pensam no país"
Propaganda eleitoral nacional, ideia do presidente da legenda, Tasso Jereissati, admite que o partido "errou", defende o parlamentarismo e diz que Michel "Temer não une o país nem tem força no governo"; sigla que tem 4 ministros no governo diz também que Temer governa "negociando individualmente com políticos ou com partidos que só querem vantagens pessoais e não pensam no país" (Foto: Gisele Federicce)

247 - A propaganda eleitoral nacional do PSDB, que vai ao ar nesta quinta-feira 17 no rádio e na TV e foi divulgada hoje pelo site Poder360, faz críticas a Michel Temer e diz que o partido "errou".

A legenda, que tem quatro ministros no governo, diz que "Temer não une o país nem tem força no governo". Além de "governar negociando individualmente com políticos ou com partidos que só querem vantagens pessoais e não pensam no país".

A ideia da propaganda foi do presidente da legenda, Tasso Jereissati, que assumiu o cargo após a suspensão do senador Aécio Neves (PSDB-MG), flagrado em escândalos de corrupção. O filme de pouco mais de 10 minutos também defende o parlamentarismo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247