PSDB lista a Temer condições para ingressar no governo

Líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), afirmou que o partido tucano deverá apresentar nos próximos dias um documento ao vice-presidente Michel Temer (PMDB) com as condições para que a legenda apoie um eventual governo do peemedebista; dentre as condicionantes estariam a continuidade das investigações de corrupção no âmbito da Operação Lava Jato, mudanças na coalizão entre governo e Congresso e a recuperação da credibilidade econômica; segundo o parlamentar, Temer não teria se posicionado sobre as questões que deverão constar do documento

Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária. Em pronunciamento, senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB). Foto: Ana Volpe/Agência Senado
Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária. Em pronunciamento, senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB). Foto: Ana Volpe/Agência Senado (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima, afirmou que o partido tucano deverá apresentar nos próximos dias um documento ao vice-presidente Michel Temer (PMDB) com as condições para que a legenda apoie um eventual governo do peemedebista.

O senador, que nesta terça-feira reuniu-se com Temer em Brasília, disse o documento deverá destacar uma série de condicionantes, dentre elas a continuidade das investigações de corrupção no âmbito da Operação Lava Jato, mudanças na coalização entre governo e Congresso, além da recuperação da credibilidade econômica. Segundo o parlamentar, Temer não teria se posicionado sobre as questões que deverão constar do documento.

Cunha Lima destacou, ainda, que o PSDB poderá ingressar em um eventual governo Temer, aceitando cargos na administração federal, desde que isso seja negociado de forma institucional, visando evitar rachas na legenda que deverá lançar candidato próprio à Presidência da República em 2018. "O desejo do partido é de ter uma relação institucional com o novo governo. O PSDB não quer que o PMDB faça conosco o que o PT fez com o PMDB", destacou.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email