PSDB tira relator pró-Temer de CCJ que analisa denúncia

Já desgastado pelas continuas denúncias de corrupção envolvendo a cúpula do partido, o PSDB decidiu afastar o deputado Bonifácio de Andrada (MG) da CCJ, escolhido para ser o relator da segunda denúncia contra Michel Temer; legenda pretende pedir que algum outro partido ceda a vaga a Bonifácio, o que possibilitaria que ele mantivesse a relatoria e, ao mesmo tempo, preservaria a imagem da legenda

Bonifácio Andrada
Bonifácio Andrada (Foto: Paulo Emílio)

247 - Já desgastado pelas continuas denúncias de corrupção envolvendo a cúpula do partido, o PSDB afastar o deputado Bonifácio de Andrada (MG) da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, escolhido para ser o relator da segunda denúncia contra Michel Temer. Com receio de ampliar ainda mais a crise interna da legenda, os tucanos pretendem pedir que algum outro partido ceda a vaga a Bonifácio, o que possibilitaria que ele mantivesse a relatoria.

A cúpula do PSDB reuniu-se com o parlamentar no início da tarde desta quinta-feira (5) na tentativa de fazer com que ele se licenciasse temporariamente do partido. O objetivo é evitar que o desgaste resultante do relatório – provavelmente favorável a Temer – afete ainda mais a imagem da legenda.

Bonifácio, porém, teria refutado esta possibilidade e insistido em se manter na função. O líder do PSDB na Câmara, Ricardo Tripoli (SP), deverá avisar ao presidente da CCJ, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), da destituição de Andrada da CCJ e tentar encontrar algum partido disposto a ceder sua vaga no colegiado para que ele mantenha a relatoria.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247