PSL decide expulsar Bia Kicis, aliada de Bolsonaro

Presidente da sigla, deputado Luciano Bivar, diz que a parlamentar incorreu em grave infração ética

Deputada federal Bia Kicis (PSL-DF)
Deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) (Foto: Pablo Valadares/Agência Câmara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O PSL decidiu expulsar do partido, nesta quinta-feira (12), a deputada Bia Kicis (DF), forte aliada de Jair Bolsonaro. A Folha de S.Paulo teve acesso à notificação assinada pelo presidente da sigla, deputado Luciano Bivar, e informa que ele fala em “grave infração ética” praticada pela parlamentar.

Segundo Bivar, a deputada também desrespeitou os princípios de fidelidade partidária estabelecidos no estatuto do PSL. “É notório que a deputada em questão vem realizando campanha em favor do partido em formação denominado ‘Aliança’, e para tanto desacreditando a agremiação à qual pertence atualmente”, diz Bivar, referindo-se ao novo partido criado por Bolsonaro, Aliança Pelo Brasil.

A conduta de Bia Kicis, “pública e reiterada, implica em ofensa inadmissível à imagem do partido, bem como evidencia ação contrária ao programa partidário”, acrescenta o texto. “A gravidade da conduta e os prejuízos que vêm sendo suportados pela agremiação, justificam a gravidade da pena imposta”, completa, segundo a Folha.

A decisão reflete mais um episódio do racha interno do partido, que divide bolsonaristas e aliados de Bivar. Nesta quarta-feira 11, a deputada Joice Hasselmann - que já havia sido retirada do cargo de líder do Congresso por Bolsonaro - foi eleita líder da legenda na Câmara. A Justiça também suspendeu a punição a 18 parlamentares do partido.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247