PSOL bate duro em Dallagnol: criminoso confesso

"Em entrevista na Época, Deltan assumiu: - Que as mensagens da Vaza Jato são verdadeiras - Que articulou a derrubada de ministros do STF - Que tentou criar uma empresa pra gerir lucros de suas palestras e colocar sua mulher na gestão. De herói nacional a criminoso confesso", afirmou o PSOL, presidido em nível nacional por Juliano Medeiros

(Foto: Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O PSOL, presidido em nível nacional por Juliano Medeiros, bateu duro no procurador da Operação Lava Jato Deltan Dallagnol, que assumiu ter cogitiado uma investigação contra o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes.

"Em entrevista na Época, @deltanmd assumiu:  - Que as mensagens da #VazaJato são verdadeiras  - Que articulou a derrubada de ministros do STF  - Que tentou CRIAR UMA EMPRESA pra gerir lucros de suas palestras e COLOCAR SUA MULHER na gestão.  De herói nacional a criminoso confesso", postou o partido no Twitter.

Em entrevista à Época, Dallagnol confirmou ter discutido sobre o impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes. "Estudamos se os atos dele configurariam, para além de atos de suspeição, infrações político-administrativas", disse.

A tentativa de pedir impeachment de Gilmar é ilegal. Segundo a Constituição, os ministros do Supremo só podem ser investigados com autorização de seus pares.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247