PT cogita Damous e Teixeira para lugar de Cardozo

Partido aumenta pressão pela saída do ministro da Justiça no momento em que a operação Lava Jato avança em direção ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua família; parte dos deputados ligados a Lula defende o nome do deputado Wadih Damous (PT-RJ), ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro (OAB-RJ); já o setor mais à esquerda da bancada quer o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) como substituto; os dois são autores de mandados de segurança que levaram o Supremo Tribunal Federal (STF) a sustar o rito do processo de impeachment de Eduardo Cunha (PMDB) contra Dilma Rousseff 

Partido aumenta pressão pela saída do ministro da Justiça no momento em que a operação Lava Jato avança em direção ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua família; parte dos deputados ligados a Lula defende o nome do deputado Wadih Damous (PT-RJ), ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro (OAB-RJ); já o setor mais à esquerda da bancada quer o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) como substituto; os dois são autores de mandados de segurança que levaram o Supremo Tribunal Federal (STF) a sustar o rito do processo de impeachment de Eduardo Cunha (PMDB) contra Dilma Rousseff 
Partido aumenta pressão pela saída do ministro da Justiça no momento em que a operação Lava Jato avança em direção ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua família; parte dos deputados ligados a Lula defende o nome do deputado Wadih Damous (PT-RJ), ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro (OAB-RJ); já o setor mais à esquerda da bancada quer o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) como substituto; os dois são autores de mandados de segurança que levaram o Supremo Tribunal Federal (STF) a sustar o rito do processo de impeachment de Eduardo Cunha (PMDB) contra Dilma Rousseff  (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O PT pressiona pela saída de José Eduardo Cardozo do ministério da Justiça, no momento em que a operação Lava Jato avança em direção ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua família.

Na bancada do PT na Câmara já foi lançado possíveis substitutos. Segundo reportagem de Ricardo Galhardo, parte dos deputados ligados a Lula defende o nome do deputado Wadih Damous (PT-RJ), ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro (OAB-RJ).

Ele é autor de um dos mandados de segurança que levaram o Supremo Tribunal Federal (STF) a sustar o rito do processo de impeachment de Eduardo Cunha (PMDB) contra Dilma. Questionado, ele disse que não foi sequer procurado. "Isso não foi tratado comigo por ninguém. Considero Cardozo um excelente ministro", disse ele.

O setor mais à esquerda da bancada defende, por outro lado, o nome do deputado Paulo Teixeira (PT-SP). Advogado, integrante da corrente Mensagem ao Partido, ele também autor de uma reclamação junto ao STF que resultou na suspensão do rito do impeachment (leia mais).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247