PT rechaça "mensalão dois" de Aécio: "acusação chula"

Presidente do PT, Rui Falcão, rebate, em nota, neste sábado (6) declaração do presidenciável do PSDB, Aécio Neves, que gravou um vídeo no qual chamou as informações sobre a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa de "mensalão dois"; "Aécio faz coro a denúncias sem provas veiculadas pela imprensa a partir de um processo de delação premiada, que, em si, já carrega toda a suspeição comum a esses procedimentos", afirmou o petista; "O candidato Aécio, até pelo sobrenome que carrega, deveria pelo menos manter a dignidade enquanto caminha para a irrelevância", criticou; PT informa que equipe jurídica vai avaliar vídeo para tomar as medidas jurídicas cabíveis

Presidente do PT, Rui Falcão, rebate, em nota, neste sábado (6) declaração do presidenciável do PSDB, Aécio Neves, que gravou um vídeo no qual chamou as informações sobre a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa de "mensalão dois"; "Aécio faz coro a denúncias sem provas veiculadas pela imprensa a partir de um processo de delação premiada, que, em si, já carrega toda a suspeição comum a esses procedimentos", afirmou o petista; "O candidato Aécio, até pelo sobrenome que carrega, deveria pelo menos manter a dignidade enquanto caminha para a irrelevância", criticou; PT informa que equipe jurídica vai avaliar vídeo para tomar as medidas jurídicas cabíveis
Presidente do PT, Rui Falcão, rebate, em nota, neste sábado (6) declaração do presidenciável do PSDB, Aécio Neves, que gravou um vídeo no qual chamou as informações sobre a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa de "mensalão dois"; "Aécio faz coro a denúncias sem provas veiculadas pela imprensa a partir de um processo de delação premiada, que, em si, já carrega toda a suspeição comum a esses procedimentos", afirmou o petista; "O candidato Aécio, até pelo sobrenome que carrega, deveria pelo menos manter a dignidade enquanto caminha para a irrelevância", criticou; PT informa que equipe jurídica vai avaliar vídeo para tomar as medidas jurídicas cabíveis (Foto: Valter Lima)

247 - O presidente do PT, Rui Falcão, acusou na noite deste sábado (6) o presidenciável do PSDB, Aécio Neves, de "demonstrar descontrole" e partir para a "agressão rasteira" contra o partido ao gravar um vídeo no qual chamou as informações sobre a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa de "mensalão dois" (leia aqui).

"O candidato Aécio, até pelo sobrenome que carrega, deveria pelo menos manter a dignidade enquanto caminha para a irrelevância", afirma. Em nota divulgada à imprensa, ele disse que a equipe jurídica do partido vai avaliar o vídeo para tomar as medidas jurídicas cabíveis.

"Aécio faz coro a denúncias sem provas veiculadas pela imprensa a partir de um processo de delação premiada, que, em si, já carrega toda a suspeição comum a esses procedimentos", afirmou o petista. Segundo Falcão, é "cômico " ouvir alguém do PSDB falar em dinheiro sujo e lembrou casos de corrupção envolvendo os tucanos.

Abaixo a nota na íntegra:

"Vitimado pelas lutas internas de seu partido e pelo descrédito junto ao povo brasileiro, o candidato tucano Aécio Neves decidiu partir para a agressão rasteira contra o Partido dos Trabalhadores. Em vídeo gravado na tarde de hoje, em que demonstra descontrole, Aécio faz coro a denúncias sem provas veiculadas pela imprensa a partir de um processo de delação premiada, que, em si, já carrega toda a suspeição comum a esses procedimentos.

Por outro lado, é cômico ouvir alguém do PSDB falar em “dinheiro sujo da corrupção” justamente às vésperas do julgamento do “mensalão mineiro” e quando a imprensa nacional noticia um pesado esquema de corrupção nas obras do Metrô de São Paulo. Sem esquecer, obviamente, do absurdo uso de dinheiro público para construir um aeroporto na fazenda de um parente do candidato.

Ao contrário do que diz o candidato, o PT não precisa de subterfúgios para se manter no poder. Nossa luta é na rua, batalhando voto a voto a preferência dos eleitores. Se quer realmente nos “tirar do poder de forma definitiva”, como afirmou no vídeo, deve seguir o consagrado caminho do debate democrático de alto nível, e não usar acusações chulas e sem fundamento.

A gravidade das acusações do candidato tucano não podem ficar sem a resposta cabível. O vídeo está sendo analisado pelos advogados do nosso partido e as devidas providências jurídicas serão tomadas. O candidato Aécio, até pelo sobrenome que carrega, deveria pelo menos manter a dignidade enquanto caminha para a irrelevância.

Rui Falcão,
presidente nacional do PT"

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247