PT testa nome de Dilma em Piauí, Maranhão, Minas e Tocantins

O Partido dos Trabalhadores testa o nome da presidente deposta pelo golpe, Dilma Rousseff, para disputar o Senado nos Estados do Piauí, Maranhão, Minas Gerais e Tocantins, segundo informa a coluna Expresso; os testes não incluem Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, diz o texto

O Partido dos Trabalhadores testa o nome da presidente deposta pelo golpe, Dilma Rousseff, para disputar o Senado nos Estados do Piauí, Maranhão, Minas Gerais e Tocantins, segundo informa a coluna Expresso; os testes não incluem Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, diz o texto
O Partido dos Trabalhadores testa o nome da presidente deposta pelo golpe, Dilma Rousseff, para disputar o Senado nos Estados do Piauí, Maranhão, Minas Gerais e Tocantins, segundo informa a coluna Expresso; os testes não incluem Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, diz o texto (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Partido dos Trabalhadores testa o nome da presidente deposta pelo golpe, Dilma Rousseff, para disputar o Senado nos Estados do Piauí, Maranhão, Minas Gerais e Tocantins, segundo informa a coluna Expresso neste domingo 11 na revista Época.

De acordo com o texto, os testes não consideraram Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, o que teria deixado petistas destes estados aliviados, pelo fato de que não irão concorrer com Dilma. 

Dilma ainda não confirmou que irá se candidatar, mas tem dito em entrevistas que não deixará de fazer política, como sempre fez em sua vida.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email