PTB diz que não desistiu de fusão com o DEM

A presidente nacional do PTB, deputada Cristiane Brasil, divulgou nota nesta quarta (8) na qual informa que as negociações para fusão de seu partido com o DEM continuam em curso; contrariando informação divulgada pelo líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), de que os representantes do PTB no Congresso Nacional rejeitaram dar prosseguimento à fusão, Cristiane disse que o que houve foi “um encontro das bancadas do PTB, no qual os parlamentares apresentaram seus pontos de vista relativos à negociação em curso”; “Reforço que a negociação para a fusão das duas siglas está mantida nos termos até agora avalizados pela Executiva Nacional do PTB, e os prazos ajustados com o DEM serão mantidos”, diz a nota  

A presidente nacional do PTB, deputada Cristiane Brasil, divulgou nota nesta quarta (8) na qual informa que as negociações para fusão de seu partido com o DEM continuam em curso; contrariando informação divulgada pelo líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), de que os representantes do PTB no Congresso Nacional rejeitaram dar prosseguimento à fusão, Cristiane disse que o que houve foi “um encontro das bancadas do PTB, no qual os parlamentares apresentaram seus pontos de vista relativos à negociação em curso”; “Reforço que a negociação para a fusão das duas siglas está mantida nos termos até agora avalizados pela Executiva Nacional do PTB, e os prazos ajustados com o DEM serão mantidos”, diz a nota
 
A presidente nacional do PTB, deputada Cristiane Brasil, divulgou nota nesta quarta (8) na qual informa que as negociações para fusão de seu partido com o DEM continuam em curso; contrariando informação divulgada pelo líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), de que os representantes do PTB no Congresso Nacional rejeitaram dar prosseguimento à fusão, Cristiane disse que o que houve foi “um encontro das bancadas do PTB, no qual os parlamentares apresentaram seus pontos de vista relativos à negociação em curso”; “Reforço que a negociação para a fusão das duas siglas está mantida nos termos até agora avalizados pela Executiva Nacional do PTB, e os prazos ajustados com o DEM serão mantidos”, diz a nota   (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Mariana Jungmann - Repórter da Agência Brasil

A presidenta nacional do PTB, deputada Cristiane Brasil (RJ), divulgou nota hoje (8) na qual informa que as negociações para fusão de seu partido com o DEM continuam em curso. Contrariando informação divulgada pelo líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), de que os representantes do PTB no Congresso Nacional rejeitaram dar prosseguimento à fusão, Cristiane disse que o que houve foi “um encontro das bancadas do PTB, no qual os parlamentares apresentaram seus pontos de vista relativos à negociação em curso”.

“Reforço que a negociação para a fusão das duas siglas está mantida nos termos até agora avalizados pela Executiva Nacional do PTB, e os prazos ajustados com o DEM serão mantidos”, diz a nota da presidenta do PTB.

O vice-presidente da legenda, deputado Benito Gama (BA), também reforçou que “essa questão da fusão é complexa, mas as conversas estão indo bem”. Segundo Gama, na reunião das bancadas alguns parlamentares se manifestaram contrários à fusão, mas eles não representam a maioria.

Mais cedo, Ronaldo Caiado tinha divulgado nota na qual informava sobre o fim das negociações. Caiado, que sempre se manifestou contrário à fusão, classificou como “uma lição de coerência” a decisão da bancada petebista de não se juntar ao DEM.

“O PTB, partido da base governista, não quer ser confundido com a oposição, após manter-se no governo do PT por 12 anos. Uma lição de coerência, de onde menos se espera, para dar uma chacoalhada no DEM oposicionista”, dizia a nota, informando ainda que os 25 deputados do PTB tinham votado contra a fusão. No entanto, a informação de Caiado foi desmentida pela cúpula do PTB.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247