Rede vai recorrer ao STF contra decisão de Toffoli que blindou Flávio Bolsonaro

Rede Sustentabilidade vai ingressar no Supremo Tribunal Federal (STF) com ação contra a decisão do presidente da Corte, Dias Toffoli, que suspendeu investigação contra o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ); legenda pedirá que o caso seja redistribuído a outro ministro em agosto, quando o STF volta do recesso

Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária. 

Em pronunciamento, à bancada, senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

Foto: Roque de Sá/Agência Senado
Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária. Em pronunciamento, à bancada, senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). Foto: Roque de Sá/Agência Senado (Foto: Roque de Sá)

247 - A Rede Sustentabilidade vai ingressar no Supremo Tribunal Federal (STF) com ação contra a decisão do presidente da Corte, Dias Toffoli, que suspendeu investigação contra o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

A legenda deve protocolar uma Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) e pedirá que o caso seja redistribuído a outro ministro em agosto, quando o STF volta do recesso.

A pedido do filho do presidente Jair Boslonaro, o ministro Dias Toffoli determinou a paralisação de todos os processos judiciais nos quais dados bancários de investigados tenham sido compartilhados por órgãos de controle como o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) sem prévia autorização do Judiciário.

Segundo o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), a medida de Toffoli “impede o funcionamento do Coaf como instituição de controle de atividades financeiras até novembro [quando o mérito do compartilhamento de dados será julgado de forma definitiva]".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247