Rival de Renan, Taques também sofre denúncias

Lançado como candidato ético à presidência do Senado, Pedro Taques (PDT/MT) foi acusado de ter beneficiado, como procurador, a máfia dos combustíveis de Mato Grosso, sendo fartamente retribuído em sua campanha; hoje, ele processa o jornalista que o acusou

Rival de Renan, Taques também sofre denúncias
Rival de Renan, Taques também sofre denúncias
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Apoiado pelo PSDB e lançado como "candidato ético" à presidência do Senado, o candidato Pedro Taques (PDT/MT), que enfrenta Renan Calheiros (PMDB/AL) e Ranfolfe Rodrigues (Psol/AP), também sofre suas denúncias de corrupção. É o que informa Claudio Humberto, em sua coluna:

COMO RENAN, TAQUES TAMBÉM É ALVO DE DENÚNCIA 

Candidato à presidência do Senado, Pedro Taques (PDT-MT) também enfrenta graves acusações, a exemplo do rival Renan Calheiros (PMDB-AL). Ele trava uma batalha judicial contra um jornalista de Cuiabá, José Marcondes, o “Muvuca”, que o acusou de haver beneficiado, como procurador, a “máfia dos combustíveis” em Mato Grosso, cuja retribuição teria sido generosa doação à sua campanha.

VÍNCULO

A mulher do senador Pedro Taques atua no escritório de advocacia que defende os interesses do SindPetroleo, do comércio de combustíveis.

REAÇÃO NA JUSTIÇA

Pedro Taques reagiu com indignação e processa “Muvuca”. Reafirma sua defesa da liberdade de imprensa, “mas com responsabilidade”.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247