Rodrigo Maia ganha espaço na sucessão de Cunha

Segundo o jornalista Tales Faria, do site Os Divergentes, o nome de Rogério Rosso (PSD-DF), acertado entre Michel Temer e Eduardo Cunha naquele fatídico domingo à noite, perdeu força após denúncia que envolve o deputado na Operação Caixa de Pandora; agora, "as primeiras costuras já estão sendo feitas" para emplacar Rodrigo Maia (DEM-RJ), o que "poderá garantir o apoio do PSDB e do PPS e explicitará menos qualquer acerto que seja fechado com Eduardo Cunha", segundo o colunista

Segundo o jornalista Tales Faria, do site Os Divergentes, o nome de Rogério Rosso (PSD-DF), acertado entre Michel Temer e Eduardo Cunha naquele fatídico domingo à noite, perdeu força após denúncia que envolve o deputado na Operação Caixa de Pandora; agora, "as primeiras costuras já estão sendo feitas" para emplacar Rodrigo Maia (DEM-RJ), o que "poderá garantir o apoio do PSDB e do PPS e explicitará menos qualquer acerto que seja fechado com Eduardo Cunha", segundo o colunista
Segundo o jornalista Tales Faria, do site Os Divergentes, o nome de Rogério Rosso (PSD-DF), acertado entre Michel Temer e Eduardo Cunha naquele fatídico domingo à noite, perdeu força após denúncia que envolve o deputado na Operação Caixa de Pandora; agora, "as primeiras costuras já estão sendo feitas" para emplacar Rodrigo Maia (DEM-RJ), o que "poderá garantir o apoio do PSDB e do PPS e explicitará menos qualquer acerto que seja fechado com Eduardo Cunha", segundo o colunista (Foto: Gisele Federicce)

247 – O nome de Rogério Rosso (PSD-DF), acertado entre o presidente interino, Michel Temer, e Eduardo Cunha (PMDB-RJ) naquele fatídico domingo à noite no Palácio do Jaburu, perdeu força como candidato à presidência da Câmara após denúncia que envolve o deputado na Operação Caixa de Pandora (leia mais).

Agora, de acordo com o jornalista Tales Faria, do site Os Divergentes, "as primeiras costuras já estão sendo feitas" para emplacar o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) como candidato do Planalto e de Cunha a sucessor do peemedebista.

"Na avaliação do núcleo palaciano do governo, um acordo em torno do deputado do DEM poderá garantir o apoio do PSDB e do PPS e explicitará menos qualquer acerto que seja fechado com Eduardo Cunha. Mas, para que tenha sucesso, será preciso convencer os partidos do Centrão a apoiá-lo", diz o colunista.

Leia aqui a íntegra.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247