Romaria a Serra no PSDB começa por 22 deputados

Todos os 22 deputados estaduais tucanos assinaram nota em que, na prtica, imploram para Jos Serra aceitar ser o candidato do partido a prefeito de So Paulo; presidente municipal j diz que prvias tm nova data, para esperar pela noiva, quer dizer, Serra; mas nem prvias ele dever aceitar; quer consagrao

Romaria a Serra no PSDB começa por 22 deputados
Romaria a Serra no PSDB começa por 22 deputados (Foto: Divulgação)

247 – No modelito pronto e acabado exigido pelo figurino político do ex-governador José Serra, a romaria começou. Hoje, os 22 deputados estaduais do PSDB assinaram manifesto em que, na prática, indicam Serra como a única opção eleitoral viável para o partido concorrer à Prefeitura de São Paulo. Nos últimos dias, uma série de políticos do partido tem ido até o ex-governador pedir, encarecidamente, para que ele aceite concorrer. Serra tem recebido a todos com a mesma avaliação política: ele seria, realmente, o único tucano capaz de evitar o que tem chamado de “desastre” para a legenda, qual seja uma aliança entre o PSD do prefeito Gilberto Kassab e o PT do candidato Fernando Haddad.

Não será surpresa se, nos próximos dias, os deputados federais do PSDB imitarem os estaduais do partido e igualmente pedirem Serra candidato. O senador Aloysio Nunes Ferreira, parceirão do ex-governador, estaria demorando em não pedir, ele também, pelo candidato.

“Trabalhamos seis meses nisso”, já lamenta, em tom de resignação, o maior adversário de Serra no partido, o secretário estadual de Energia José Aníbal. Isso, no caso, são as prévias partidárias, que podem ir para o vinagre. Se não forem, é certo que já tiveram suas regras alteradas, com a data de inscrições remarcada verbalmente, pelo presidente do diretório municipal do PSDB, Julio Semeghini, para o dia 4 de março. A decisão formal será tomada em reunião do diretório após o carnaval. "Não há no estatuto uma regra clara para fazer a inscrição", disse Semeghini nesta quarta 15. “A data final para inscrição é uma interpretação do estatuto".

É provável que nem mesmo as prévias Serra aceite. Ao seu estilo, ele deverá exigir do governador Geraldo Alckmin que todas as pré-candidaturas sejam retiradas em benefício da dele. Nos próximos 15 dias, diferentes tucanos tentarão demover os quatro pré-candidatos do PSDB a desistir da disputa interna partidária. Buscarão também garantir o apoio do PSD do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. Se isso se concretizar, Serra deve oficializar a pré-candidatura. O presidente do diretório municipal do PSDB analisou que o ex-governador é o único candidato, entre tucanos, que poderá atrair o PSD de Kassab ainda no primeiro turno.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247