Rui: quem deixa o PT é movido por “interesses”

Em artigo publicado no site do partido, o presidente nacional da legenda, Rui Falcão, diz que políticos que se desfiliam são, "na quase totalidade, movidos por projetos personalistas e/ou interesses eleitorais"; na semana passada, o deputado federal Alessandro Molon (RJ) deixou a sigla para se filiar à Rede Sustentabilidade, de Marina Silva; ele se candidatará à Prefeitura do Rio em 2016; outros deputados e senadores estão de malas prontas para deixar a sigla

São Paulo 26/10/2014 ELEIÇÕES - Rui Falcão Presidente Nacional do do Partido dos Trabalhadores (PT) durante entrevista coletiva no Hotel Braston em São Paulo. Foto Paulo PInto/Fotos Publicas
São Paulo 26/10/2014 ELEIÇÕES - Rui Falcão Presidente Nacional do do Partido dos Trabalhadores (PT) durante entrevista coletiva no Hotel Braston em São Paulo. Foto Paulo PInto/Fotos Publicas (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou nesta segunda-feira 28, em um artigo publicado no site da legenda, que os políticos que têm deixado a sigla são, "na quase totalidade, movidos por projetos personalistas e/ou interesses eleitorais".

Na semana passada, o deputado federal Alessandro Molon (RJ) deixou o Partido dos Trabalhadores para se filiar à Rede Sustentabilidade, de Marina Silva. O parlamentar se candidatará à Prefeitura do Rio em 2016.

"Em vários estados, atos em defesa da democracia e do mandato popular da presidenta Dilma ocorrem simultaneamente a novas filiações, numa espécie de resposta aos que deixam o PT, na quase totalidade movidos por projetos personalistas e/ou interesses eleitorais", escreve Rui Falcão.

Além de Molon, os senadores Paulo Paim (RS) e Walter Pinheiro (BA) e os deputados Weliton Prado (MG), Assis do Couto (PR) e Toninho Wandscheer (PR) pretendem deixar o partido. Em São Paulo, 12 dos 68 prefeitos petistas anunciaram a desfiliação da sigla. No Rio, três dos dez prefeitos eleitos em 2012 deixaram a legenda.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247