Se autorizado hoje, impeachment de Bolsonaro dificilmente seria aprovado no Congresso

Entre os deputados que se declaram decididos hoje, 96 querem cassar Bolsonaro e 121 são contrários

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News

Portal Metrópoles - O portal Metrópoles entrou em contato por telefone ou por e-mail com cada um dos 513 deputados federais e 81 senadores, a fim de fazer a seguinte pergunta: como se posicionaria se eventual processo de impeachment contra o presidente Bolsonaro fosse aberto? A reportagem recebeu retorno de 269 dos 594 congressistas (45,2% do total).

Entre os deputados que se declaram decididos hoje, 96 são a favor de cassar o presidente e 121, contra. Os que se revelam indecisos são 19. Por essa amostra de 236 deputados federais, portanto, o plenário na Câmara não autorizaria a abertura de um processo de impeachment agora, a não ser que houvesse uma estatisticamente improvável supermaioria contra o presidente entre os 275 que não quiseram tornar públicas suas posições ou não retornaram o contato da reportagem – e dois estão em licença médica.

O processo só segue ao Senado se houver adesão de dois terços dos deputados, ou seja, 342. Faltariam, hoje, 246 votos favoráveis para o impeachment passar na Câmara.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email