Se Flávio cometeu erro, tem que responder, diz líder do PSL na Câmara

Delegado Waldir (GO) declarou que ninguém, nem o presidente Jair Bolsonaro, "vai passar a mão na cabeça" do senador eleito se houver alguma conduta criminosa; "Se o Flávio é responsável por alguma conduta equivocada, errada, criminosa, ele tem que responder por isso, ninguém vai passar a mão na cabeça dele. Quem erra paga o preço pelo seu erro", disse

Se Flávio cometeu erro, tem que responder, diz líder do PSL na Câmara
Se Flávio cometeu erro, tem que responder, diz líder do PSL na Câmara (Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

247 - Líder do PSL na Câmara dos Deputados, Delegado Waldir (GO) afirmou nesta sexta-feira 18 que, se Flávio Bolsonaro, investigado no caso envolvendo seu motorista Fabrício Queiroz, tiver cometido alguma irregularidade, "tem que responder".

Ninguém, nem o presidente Jair Bolsonaro, "vai passar a mão na cabeça" do senador eleito, assegurou. "Se o Flávio é responsável por alguma conduta equivocada, errada, criminosa, ele tem que responder por isso, ninguém vai passar a mão na cabeça dele. Quem erra paga o preço pelo seu erro", disse ao Broadcast Político/Estadão.

O deputado defendeu, no entanto, a prerrogativa de Flávio Bolsonaro de recorrer ao Supremo Tribunal Federal alegando foro privilegiado para suspender a investigação, pedido que foi atendido pelo ministro Luiz Fux, apesar de ele próprio defender o fim do foro privilegiado.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247