Sensus soltará pesquisa com alta de Aécio

Sai neste sábado um novo levantamento sobre o cenário eleitoral, feito em parceria entre o Instituto Sensus, do cientista político Ricardo Guedes, que até recentemente trabalhava para o PSDB, e a revista Istoé; questionário aborda temas como avaliação do governo Dilma e percepção de inflação; ao longo da semana, circularam rumores de uma pesquisa que traria a presidente Dilma Rousseff com 31% das intenções de voto e Aécio Neves com 27%; Campos, como terceira via, ficaria distante; leia o questionário

Sai neste sábado um novo levantamento sobre o cenário eleitoral, feito em parceria entre o Instituto Sensus, do cientista político Ricardo Guedes, que até recentemente trabalhava para o PSDB, e a revista Istoé; questionário aborda temas como avaliação do governo Dilma e percepção de inflação; ao longo da semana, circularam rumores de uma pesquisa que traria a presidente Dilma Rousseff com 31% das intenções de voto e Aécio Neves com 27%; Campos, como terceira via, ficaria distante; leia o questionário
Sai neste sábado um novo levantamento sobre o cenário eleitoral, feito em parceria entre o Instituto Sensus, do cientista político Ricardo Guedes, que até recentemente trabalhava para o PSDB, e a revista Istoé; questionário aborda temas como avaliação do governo Dilma e percepção de inflação; ao longo da semana, circularam rumores de uma pesquisa que traria a presidente Dilma Rousseff com 31% das intenções de voto e Aécio Neves com 27%; Campos, como terceira via, ficaria distante; leia o questionário (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Além das pesquisas Datafolha, Ibope e Vox Populi, a sucessão presidencial terá, a partir deste sábado, um novo instituto na praça. Trata-se do Sensus, que pertence ao cientista político Ricardo Guedes e fechou parceria com a revista Istoé para a divulgação de sete pesquisas. A primeira sai neste sábado 3 de maio e a última será lançada às vésperas do primeiro turno. Na deste sábado, o levantamento de campo foi realizado antes do pronunciamento da presidente Dilma no Primeiro de Maio e, portanto, não mostrará o impacto de sua fala.

Guedes, respeitado tecnicamente, ganhou notoriedade trabalhando para a Confederação Nacional do Transporte, quando realizava as pesquisas CNT/Sensus. Depois disso, passou a atuar para o PSDB, realizando levantamentos contratados pelo partido. Atualmente, a CNT trabalha com outro instituto, o MDA. O Sensus, por sua vez, volta a atuar de forma independente.

Nesta semana, circularam, no mercado político e financeiro, rumores de que uma pesquisa traria forte alta do senador Aécio Neves (PSDB-MG) no fim de semana. Precisamente, os números seriam de 31% para a presidente Dilma Rousseff e 27% para Aécio, enquanto Campos, como terceira via, ficaria distante do pelotão de frente. No entanto, como os pesquisadores ainda não haviam saído a campo, era pura especulação – no levantamento do Instituto MDA, Dilma teve 37%, Aécio 21,6% e Campos 11,8%.

No questionário (leia aqui a íntegra), o eleitor é perguntado sobre temas como a avaliação do governo Dilma e a percepção de inflação. Os nomes dos candidatos aparecem em ordem alfabética. Os números só serão conhecidos no sábado, mas a tendência é que a pesquisa aponte Aécio em alta.

PUBLICIDADE

Leia, abaixo, texto disponibilizado no site da revista Istoé, sobre a parceria com o Instituto Sensus:

A partir deste fim de semana a revista ISTOÉ passa a acompanhar mais de perto o desempenho dos candidatos na corrida presidencial. A Editora Três, que publica ISTOÉ, fechou esta semana uma parceria com o Instituto Sensus para a divulgação de pesquisas mensais sobre as intenções de votos nos candidatos à Presidência da República. Serão sete levantamentos ISTOÉ/Sensus, feitos em todo o País, até a realização do primeiro turno das eleições, em outubro. O primeiro deles será divulgado na edição que chega às bancas e aos assinantes a partir do próximo sábado, 3 de maio.

PUBLICIDADE

Com 25 anos de atuação nacional e internacional, o Sensus é um dos mais tradicionais e respeitados institutos brasileiro de pesquisa de opinião, tendo realizado mais de 3.500 trabalhos quantitativos e qualitativos nas áreas pública e privada. No âmbito eleitoral, avaliou as intenções de votos nas últimas cinco eleições presidenciais, assim como nas majoritárias para governos dos Estados e para as prefeituras de centenas de cidades brasileiras. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email