Setor aéreo mundial critica privatização

A Iata, entidade que rene as 280 maiores empresas areas, denuncia a falta de transparncia do governo no processo e diz que medida significar passagens ainda mais caras e maiores impostos para as companhias

Setor aéreo mundial critica privatização
Setor aéreo mundial critica privatização (Foto: PEDRO LADEIRA/Agência Estado)

247 – Além das críticas nacionais, as privatização dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília na segunda-feira também foram duramente reprovadas pelo setor aéreo mundial. A Iata - entidade que reúne as 280 maiores empresas do mundo - denuncia a falta de transparência dogoverno no processo e diz que a inflação no preço da compra não conseguirá ser compensado apenas com a exploração dos três aeroportos e acabará em novos impostos para os passageiros.

Numa avaliação interna feita pela Iata e obtida pelo Estado, o processo da venda dos aeroportos provocou "forte preocupação" no setor privado. A entidade constatou que o valor das vendas foi muito acima do antecipado, chegando a R$ 24,5 bilhões, contra uma base de R$ 4,45 bilhões. Além disso, os contratos de concessão estipulam investimentos de R$ 16,2 bilhões nos três aeroportos.

"Mesmo considerando que uma quantidade substancial de recursos pode ser atingida por meio de melhorias na eficiência dos aeroportos, em especial em Guarulhos, é difícil conciliar o montante pago com o potencial de receita", alertou a entidade. "Essa diferença é de grande preocupação para a indústria", indicou.

O que preocupa as empresas é o fato de que os impostos sobre combustíveis, sobre o espaço para escritórios e outros serviços "deixam espaço para interpretação". Na prática, temem que a margem de manobra nesses setores abra a possibilidade de que esses impostos sejam elevados.

Segundo a Iata, o problema dos aeroportos do Brasil é a baixa eficiência. Um levantamento feito pela indústria revela que, na realidade, Guarulhos está entre os aeroportos mais caros do mundo. Para o pouso e decolagem de um avião A330, Guarulhos cobra taxas que seriam 93% superiores às do Aeroporto de Miami. O aeroporto também é 27,5% mais caro que o movimentado Charles de Gaulle, em Paris. Em comparação com o Aeroporto de Cingapura, Guarulhos é 2,5 vezes mais caro. (O Estado de S. Paulo)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247