Sob pressão, Moro diz que divulgação de mensagens não irá interferir em sua 'missão'

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, usou as redes sociais para afirmar que o vazamento de mensagens trocadas entre ele e o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato, não irá interferir em no que ele chamou de sua "missão; "Hackers de juízes, procuradores, jornalistas e talvez de parlamentares, bem como suas linhas auxiliares ou escândalos falsos não vão interferir na missão", postou

Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro em Brasília
Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro em Brasília

247 - O ministro da Justiça, Sérgio Moro, usou as redes sociais para afirmar que o vazamento de mensagens trocadas entre ele e o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato, não irá interferir em no que ele chamou de sua "missão". "Hackers de juízes, procuradores, jornalistas e talvez de parlamentares, bem como suas linhas auxiliares ou escândalos falsos não vão interferir na missão", postou o ex-juiz.

Segundo revelado pelo site The Intercept Brasil, enquanto juiz, Moro teria abandonado a imparcialidade do cargo e orientado procuradores a alterarem fases da Lava jato, cobrado a realização de novas operações, sugerido pistas, além de antecipar ao menos uma decisão judicial.
A afirmação de Moro sobre sua missão, veio como "ressalva, em um post com dados do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp) que, segundo ele, apontam para uma de 23% no número de homicídios no país nos dois primeiros meses do ano quando em comparação com o mesmo período do ano passado.

Pressionado após a divulgação da troca de mensagens, Moro disse que irá prestar esclarecimentos sobre o caso na Comissão de Constituição e Justiça do Senado na próxima quarta-feira (19).

Confira postagem de Sérgio Moro sobre o assunto. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247