Steve Bannon defende que Mourão renuncie e vá para a oposição

Estrategista de Donald Trump e Jair Bolsonaro, e também responsável pela ascensão do neofascismo no mundo, Steve Bannon defende que o general Hamilton Mourão renuncie ao cargo de vice-presidente e vá para a oposição. "O vice-presidente está tentando mostrar que está preparado se Bolsonaro falhar. E isso não é aceitável", disse ele. Por trás dessa posição, há a pressão para que, sob Bolsonaro, o Brasil se mantenha como colônia dos Estados Unidos, mesmo que isso sacrifique os interesses econômicos do Brasil

Steve Bannon defende que Mourão renuncie e vá para a oposição
Steve Bannon defende que Mourão renuncie e vá para a oposição

247 – "O vice-presidente está tentando mostrar que está preparado se Bolsonaro falhar. E isso não é aceitável. Não é aceitável por ser alguém do governo. Se quiser fazer isso, Mourão deveria renunciar amanhã de manhã e ir para a oposição", disse Steve Bannon, estrategista de Donald Trump e Jair Bolsonaro, e também responsável pela ascensão do neofascismo no mundo, à jornalista Marina Dias, em reportagem publicada na Folha. "Se ele não acha que pode falar a voz do governo, se é um homem de princípios, honra e decência, deveria renunciar e ir para a oposição."

Por trás dessa posição, há a pressão para que, sob Bolsonaro, o Brasil se mantenha como colônia dos Estados Unidos, mesmo que isso sacrifique os interesses econômicos do Brasil. Bannon defende que o Brasil se afaste da China e dos países árabes, que são grandes compradores de produtores nacionais. No governo Bolsonaro, a adesão a um projeto de Brasil-colônia conta com a adesão do chanceler Ernesto Araújo e do próprio presidente, mas enfrenta resistência dos militares, que estão em sintonia com a burguesia nacional.

"Ele absolutamente não é [moderado]. Bolsonaro, Ernesto e Guedes [Paulo Guedes, ministro da Economia] estão fazendo um movimento para cumprir tudo o que prometeram: reforma da Previdência, política externa. Não há surpresas no que Bolsonaro está dizendo", disse ainda Bannon. "O vice-presidente estava na campanha e se comprometeu com todo o programa de Bolsonaro. Por que isso mudou nos cem primeiros dias de governo? Isso machuca o Brasil e o povo brasileiro."

Na verdade, Bannon deseja apenas que o Brasil seja colocado a serviço dos interesses econômicos de Trump.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247