CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

STF dá 5 dias para Bolsonaro explicar mudança do desfile de 7 de Setembro para Copacabana

Ação foi protocolada no STF pelo senador Randolfe Rodrigues, líder da oposição, que afirma que Bolsonaro quer "associar candidatura ao apoio institucional das Forças Armadas"

Cármen Lúcia e Bolsonaro
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

247 - A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), estabeleceu um prazo de cinco dias para Jair Bolsonaro (PL) explicar a mudança do desfile cívico-militar de 7 de setembro no Rio de Janeiro para a avenida Atlântica, em Copacabana. A informação é do portal UOL.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A ação no STF foi protocolada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), líder da oposição. Segundo ele, a intenção de Bolsonaro é "associar sua candidatura ao apoio institucional das Forças Armadas, bem como vender a ideia de que possui amplo apoio popular, divulgando o evento como apoio à sua reeleição."

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O evento de aniversário da Independência tradicionalmente ocorre no Centro da cidade. No entanto, no último sábado (30), durante a convenção estadual do Podemos em São Paulo, o chefe do Executivo anunciou que alteraria o desfile militar para Copacabana, mesmo local onde convocou seus apoiadores para um ato político-eleitoral.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DAS RECOMENDAÇÕES

Randolfe observa, na ação, que o Judiciário precisa intervir para evitar que ocorra uso das Forças Armadas em desacordo com a Constituição. Além disso, o senador avalia que o chefe do Executivo abusa da condição de chefe das Forças Armadas para levar os militares ao mesmo ambiente onde haverá manifestação de seus apoiadores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE