STF impõe recolhimento noturno para Eike Batista

O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou nesta terça-feira o recolhimento domiciliar noturno do empresário Eike Batista, que é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro. Eike, então, precisará ficar na sua casa durante a noite, feriados e fins de semana; por unanimidade, os três ministros que participaram do julgamento na Segunda Turma do STF decidiram abrandar as medidas alternativas à prisão impostas a Eike desde o fim de abril, quando deixou o presídio de Bangu para ficar em prisão domiciliar

Eike Batista 
Eike Batista  (Foto: José Barbacena)

247 - O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou nesta terça-feira (10) o recolhimento domiciliar noturno do empresário Eike Batista, que é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro. Eike, então, precisará ficar na sua casa durante a noite, feriados e fins de semana.

Por unanimidade, os três ministros que participaram do julgamento na Segunda Turma do STF decidiram abrandar as medidas alternativas à prisão impostas a Eike desde o fim de abril, quando deixou o presídio de Bangu para ficar em prisão domiciliar.

Eike também terá que se apresentar periodicamente à Justiça para informar suas atividades, ficará proibido de manter contato com outros investigados e de deixar o Brasil.

No fim de abril, após deixar a cadeia, Eike também teve de se afastar da direção das empresas do Grupo X, supostamente envolvidas nos atos de corrupção. O empresário também teve o sigilo telefônico quebrado e foi proibido de receber pessoas em casa a não ser advogados e familiares.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247