Temer chama Imbassahy e José Anibal para discutir situação do PSDB no governo

O pedido de demissão do ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), nesta segunda-feira (13) pegou o governo de surpresa; segundo a repórter Andreia Sadi, da GloboNews, Michel Temer chamou o ministro Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) e o ex-senador José Anibal para evitar o desembarque completo dos tucanos do governo 

O pedido de demissão do ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), nesta segunda-feira (13) pegou o governo de surpresa; segundo a repórter Andreia Sadi, da GloboNews, Michel Temer chamou o ministro Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) e o ex-senador José Anibal para evitar o desembarque completo dos tucanos do governo 
O pedido de demissão do ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), nesta segunda-feira (13) pegou o governo de surpresa; segundo a repórter Andreia Sadi, da GloboNews, Michel Temer chamou o ministro Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) e o ex-senador José Anibal para evitar o desembarque completo dos tucanos do governo  (Foto: Charles Nisz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Michel Temer chamou nesta terça-feira (14) no Palácio do Planalto o ministro Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) e o ex-senador José Anibal para discutir a situação dos tucanos no governo após a demissão de Bruno Araujo do Ministério das Cidades, nesta segunda (13). O senador Romero Jucá, presidente do PMDB, também foi chamado ao Palácio do Planalto, informa a repórter Andreia Sadi, da GloboNews.

Segundo assessores de Temer, a ala tucana composta pela dupla tenta, com Temer, uma solução para evitar o desembarque completo do partido do governo. Interlocutores do Planalto afirmaram que a demissão pegou o governo de surpresa: Araujo teria combinado que, se o PSDB saísse do governo, o desembarque seria em conjunto com Imbassahy e Aloysio Nunes (Relações Exteriores)- mas o ex-ministro das Cidades antecipou seu movimento.

 
 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247