Temer diz que ministros réus serão demitidos

Michel Temer acaba de anunciar que se algum de seus ministros vier a ser denunciado pela procuradoria-geral da República, o mesmo será afastado provisoriamente; disse ainda que se a denúncia for acolhida pelo Supremo Tribunal Federal, o afastamento será definitivo; "portanto, não se quer blindar ninguém"; isso significa que vários ministros poderão ser demitidos em breve: José Serra, acusado de receber R$ 23 milhões na Suíça, Eliseu Padilha, acusado de receber R$ 4 milhões em dinheiro da Odebrecht, e Moreira Franco, também acusado de cobrar propinas da empreiteira

Michel Temer acaba de anunciar que se algum de seus ministros vier a ser denunciado pela procuradoria-geral da República, o mesmo será afastado provisoriamente; disse ainda que se a denúncia for acolhida pelo Supremo Tribunal Federal, o afastamento será definitivo; "portanto, não se quer blindar ninguém"; isso significa que vários ministros poderão ser demitidos em breve: José Serra, acusado de receber R$ 23 milhões na Suíça, Eliseu Padilha, acusado de receber R$ 4 milhões em dinheiro da Odebrecht, e Moreira Franco, também acusado de cobrar propinas da empreiteira
Michel Temer acaba de anunciar que se algum de seus ministros vier a ser denunciado pela procuradoria-geral da República, o mesmo será afastado provisoriamente; disse ainda que se a denúncia for acolhida pelo Supremo Tribunal Federal, o afastamento será definitivo; "portanto, não se quer blindar ninguém"; isso significa que vários ministros poderão ser demitidos em breve: José Serra, acusado de receber R$ 23 milhões na Suíça, Eliseu Padilha, acusado de receber R$ 4 milhões em dinheiro da Odebrecht, e Moreira Franco, também acusado de cobrar propinas da empreiteira (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Michel Temer acaba de anunciar que se algum de seus ministros vier a ser denunciado pela procuradoria-geral da República em razão da Operação Lava Jato, o mesmo será afastado provisoriamente.

Ele disse ainda que se a denúncia for acolhida pelo Supremo Tribunal Federal, o afastamento será definitivo.

"Portanto, não se quer blindar ninguém."

Isso significa que vários ministros poderão ser demitidos em breve: José Serra, acusado de receber R$ 23 milhões na Suíça, Eliseu Padilha, acusado de receber R$ 4 milhões em dinheiro da Odebrecht, e Moreira Franco, que ainda depende da liberação do STF, que também foi acusado de cobrar propinas da empreiteira.

Além desses três, vários outros podem estar na lista da Odebrecht – incluindo o próprio Temer, que foi acusado de pedir e receber R$ 10 milhões, em troca de atender interesses da empreiteira.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email