Temer diz que pediu trégua para caminhoneiros

Temer disse a jornalistas no Palácio do Planalto que o pedido foi feito durante reunião com representantes dos caminhoneiros em Brasília; pouco antes, no entanto, órgãos que representam a categoria afirmaram que vão manter na quinta-feira as manifestações, que já começam a afetar o abastecimento, de acordo com algumas entidades setoriais

michel temer
michel temer (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Michel Temer pediu uma trégua de dois a três dias aos caminhoneiros que nesta quarta-feira fazem o terceiro dia seguido de protestos em todo o país contra a alta do preço do diesel.

Temer disse a jornalistas no Palácio do Planalto que o pedido foi feito durante reunião com representantes dos caminhoneiros em Brasília. Pouco antes, no entanto, órgãos que representam a categoria afirmaram que vão manter na quinta-feira as manifestações, que já começam a afetar o abastecimento, de acordo com algumas entidades setoriais.

Reportagem de Lisandra Paraguassu

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email