Temer não tem como pagar compra de deputados, avisa equipe econômica

Diante do iminente aumento do rombo fiscal e da suspensão do reajuste dos servidores públicos, a área econômica já deu o alerta a Michel Temer: o cobertor está tão curto que já não há de onde tirar dinheiro para conseguir pagar os bilhões de reais das promessas feitas a deputados que o livraram no plenário da Câmara da denúncia por corrupção passiva feita pela Procuradoria-Geral da República

Diante do iminente aumento do rombo fiscal e da suspensão do reajuste dos servidores públicos, a área econômica já deu o alerta a Michel Temer: o cobertor está tão curto que já não há de onde tirar dinheiro para conseguir pagar os bilhões de reais das promessas feitas a deputados que o livraram no plenário da Câmara da denúncia por corrupção passiva feita pela Procuradoria-Geral da República
Diante do iminente aumento do rombo fiscal e da suspensão do reajuste dos servidores públicos, a área econômica já deu o alerta a Michel Temer: o cobertor está tão curto que já não há de onde tirar dinheiro para conseguir pagar os bilhões de reais das promessas feitas a deputados que o livraram no plenário da Câmara da denúncia por corrupção passiva feita pela Procuradoria-Geral da República (Foto: Giuliana Miranda)

247 - A equipe econômica do Planalto já deu o alerta: vai faltar dinheiro para cumprir as promessas feitas por Michel Temer a deputados para que eles o livrassem da denúncia de corrupção passiva apresentada pela PGR (Procuradoria-Geral da República). 

Diante do aumento do rombo fiscal e da iminente suspensão do reajuste dos servidores públicos, a área econômica vê cada vez menos margem de manobra para que Temer consiga liberar os bilhões de reais prometidos aos parlamentares.

As informações são da coluna Poder em Jogo de O Globo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247