Temer, que não sai do Planalto com medo do povo, reuniu-se 200 vezes com congressistas

Michel Temer, que vive encastelado no Planalto com medo das vaias, já abriu as portas de seu gabinete para ao menos 200 audiências com deputados e senadores nos pouco mais de sete meses de seu governo; isso contando apenas os registros de sua agenda oficial; certos dias, marcou 12 reuniões seguidas com parlamentares de sete siglas, do PV ao PHS; ao mesmo tempo em que permite ao presidente boa relação com o Legislativo, o perfil fomenta críticas de que ele passa muito tempo no Planalto

Brasília, DF, Brasil: O Presidente interino, Michel Temer, recebe, em seu gabinete, os presidentes do Senado, Renan Calheiros, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o líder do governo na Câmara, André Moura. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Brasília, DF, Brasil: O Presidente interino, Michel Temer, recebe, em seu gabinete, os presidentes do Senado, Renan Calheiros, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o líder do governo na Câmara, André Moura. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil) (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Michel Temer, que vive encastelado no Planalto com medo das vaias, já abriu as portas de seu gabinete para ao menos 200 audiências com deputados e senadores nos pouco mais de sete meses de seu governo. Isso contando apenas os registros de sua agenda oficial. Certos dias, marcou 12 reuniões seguidas com parlamentares de sete siglas, do PV ao PHS. Ao mesmo tempo em que permite ao presidente boa relação com o Legislativo, o perfil fomenta críticas de que ele passa muito tempo encastelado no Planalto.

As informações são da coluna Painel da Folha de S.Paulo. 

"Em audiências recentes, chamou a atenção a presença de Elsinho Mouco no gabinete de Temer. O marqueteiro acompanhou reuniões e tomou notas. Teve gente que saiu de lá perguntando se era ensaio para a campanha de Temer à reeleição.

O publicitário, que trabalha para o PMDB Nacional, está bolando o primeiro programa da legenda em 2017, que irá ao ar no começo do ano. Defende que, na peça, o presidente tente se aproximar mais de eleitores das classes D e E."

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email