Temer se vangloria de sua impopularidade recorde

Reprovado por mais 70% dos brasileiros, com 89% de menções negativas nas redes sociais e à frente da maior depressão econômica da história do Brasil, além de um governo eivado de escândalos de corrupção, Michel Temer se vangloriou da própria impopularidade em entrevista à revista inglesa The Economist: 'Prefiro ser impopular a ser populista'

(Brasília - DF, 08/03/2017) Cerimônia de Comemoração pelo Dia Internacional da Mulher. Foto: Beto Barata/PR
(Brasília - DF, 08/03/2017) Cerimônia de Comemoração pelo Dia Internacional da Mulher. Foto: Beto Barata/PR (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Michel Temer se vangloriou, em entrevista publicada nesta quinta-feira 9 pela The Economist, de sua própria impopularidade como presidente. O peemedebista é reprovado por mais 70% dos brasileiros, com 89% de menções negativas nas redes sociais.

À revista inglesa, ele disse que "prefere ser impopular a ser populista". Questionado sobre os gritos e cartazes de 'Fora, Temer' pelo Brasil, ele respondeu que isso demonstra a "vibrante democracia" que vive o País - sem citar o golpe que tirou Dilma Rousseff e o levou ao poder.

À frente da maior depressão econômica da história do Brasil, além de um governo eivado de escândalos de corrupção, Michel Temer disse que as reformas propostas por seu governo servirão para "proteger os programas sociais".

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247