Temer vai à Europa como um pária internacional

Michel Temer embarca agora em uma viagem à Rússia e à Noruega como um dos líderes mais enfraquecidos da história do Brasil; sem prestígio, o peemedebista tem sido evitado por líderes internacionais e recebe pouquíssimos convites para encontros com chefes de Estado e autoridades; existe o receio de que o investimento em uma relação política com o governo brasileiro seja de curtíssimo prazo

Temer
Temer (Foto: Giuliana Miranda)

247 - Michel Temer vai à Rússia e à Noruega na condição de um dos líderes mais enfraquecidos da história do Brasil. Temer conta com pouquíssimos convites de viagem para encontro com chefes de Estado que, aparentemente, esperam que os problemas internos se resolva. Existe o receio de que o investimento em uma relação política com o governo brasileiro seja de curtíssimo prazo.

As informações são de reportagem de Vivian Oswald e Eliane Oliveira em O Globo

"Com a agenda esvaziada, a expectativa é que os acordos a serem firmados com esses países sejam menos numerosos do que se imaginava. O convite da viagem à Rússia foi feito em fevereiro deste ano. Segundo fontes do governo, o número de acordos que estavam sendo preparados para a assinatura dos dois mandatários durante a visita teria caído pela metade.

Também é sinal de desprestígio o fato de diversos líderes, que têm vindo à América Latina, nem sequer passar por Brasília.

Um exemplo clássico de comparação com o Brasil é a Argentina. Buenos Aires recebeu, desde o ano passado, os ex-presidentes dos Estados Unidos e da França, Barack Obama e François Hollande; e o residente da Itália, Sergio Mattarella; e a chanceler alemã Angela Merkel."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247