Temer veta censura e sanciona criação de fundo eleitoral

Michel Temer sancionou com vetos na noite desta sexta-feira 6 a reforma política, que altera a lei eleitoral e deve valer já para as eleições de 2018; ele vetou a polêmica emenda que exigia a suspensão de conteúdos considerados ofensivos a partidos políticos após denúncia e posterior identificação de autores e sancionou o fundo público eleitoral de R$ 1,7 bilhão

temer
temer (Foto: Gisele Federicce)

247, com informações da Reuters - Michel Temer sancionou com vetos na noite desta sexta-feira 6 a reforma política, que altera a lei eleitoral e deve valer já para as eleições de 2018.

Ele vetou a polêmica emenda que exigia a suspensão de conteúdos considerados ofensivos a partidos políticos após denúncia e posterior identificação de autores. O texto foi considerado como mecanismo de censura e possível cerceamento de liberdade política por empresas de tecnologia e grupos de liberdades civis.

A emenda, aprovada pela Câmara na madrugada de quinta-feira e pelo Senado durante a tarde da véspera, previa que qualquer pessoa poderiam denunciar conteúdos considerados como "ofensivos ou discurso de ódio" publicados em redes sociais contra candidatos e partidos, o que obrigaria as empresas a suspender a publicação por 24h, ou até que o autor se identificasse, além de posterior remoção definitiva caso não houvesse identificação.

Temer também sancionou o fundo público eleitoral de R$ 1,7 bilhão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247