Tendência é que Padilha não volte ao governo após licença

Aliados próximos a Michel Temer já avaliam que o depoimento de José Yunes confirmando o recebimento de um “pacote” do doleiro Lucio Funaro em nome de Eliseu Padilha pode ser o que faltava para tirar o ministro do governo de forma definitiva; em seu blog, a jornalista Vera Magalhães afirma que assessores de Temer acreditam que a licença médica tirada por Padilha pode ser a desculpa perfeita para que ele não retorne ao posto; Padilha pediu licença médica para se submeter a cirurgia de próstata

Brasília - O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, durante coletiva de imprensa no Palácio do Planalto (José Cruz/Agência Brasil)
Brasília - O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, durante coletiva de imprensa no Palácio do Planalto (José Cruz/Agência Brasil) (Foto: José Barbacena)

247 - Aliados próximos a Michel Temer já avaliam que o depoimento de José Yunes confirmando o recebimento de um “pacote” do doleiro Lucio Funaro em nome de Eliseu Padilha pode ser o que faltava para tirar o ministro do governo de forma definitiva. Em seu blog, o site do Estadão, a jornalista Vera Magalhães afirma que assessores de Temer acreditam que a licença médica tirada por Padilha pode ser a desculpa perfeita para que ele não retorne ao posto.

Padilha pediu licença médica para se submeter a uma cirurgia de próstata. Aliados de Temer apostam que a recuperação médica é a saída ideal para que próprio Temer não tenha que afastar Padilha.

Recentemente, Michel Temer afirmou que qualquer ministro que fosse denunciado seria automaticamente afastado. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247