Tendência é que Padilha não volte ao governo após licença

Aliados próximos a Michel Temer já avaliam que o depoimento de José Yunes confirmando o recebimento de um “pacote” do doleiro Lucio Funaro em nome de Eliseu Padilha pode ser o que faltava para tirar o ministro do governo de forma definitiva; em seu blog, a jornalista Vera Magalhães afirma que assessores de Temer acreditam que a licença médica tirada por Padilha pode ser a desculpa perfeita para que ele não retorne ao posto; Padilha pediu licença médica para se submeter a cirurgia de próstata

Brasília - O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, durante coletiva de imprensa no Palácio do Planalto (José Cruz/Agência Brasil)
Brasília - O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, durante coletiva de imprensa no Palácio do Planalto (José Cruz/Agência Brasil) (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Aliados próximos a Michel Temer já avaliam que o depoimento de José Yunes confirmando o recebimento de um “pacote” do doleiro Lucio Funaro em nome de Eliseu Padilha pode ser o que faltava para tirar o ministro do governo de forma definitiva. Em seu blog, o site do Estadão, a jornalista Vera Magalhães afirma que assessores de Temer acreditam que a licença médica tirada por Padilha pode ser a desculpa perfeita para que ele não retorne ao posto.

Padilha pediu licença médica para se submeter a uma cirurgia de próstata. Aliados de Temer apostam que a recuperação médica é a saída ideal para que próprio Temer não tenha que afastar Padilha.

Recentemente, Michel Temer afirmou que qualquer ministro que fosse denunciado seria automaticamente afastado. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247