Torquato diz que irá refletir sobre mudança na PF

O novo ministro da Justiça, Torquato Jardim, afirmou em entrevista à GloboNews que só vai se pronunciar sobre a situação da direção-geral da Polícia Federal após assumir o cargo oficialmente; Torquato vai para o lugar de Osmar Serraglio, que assume a Transparência. O colunista da GloboNews, Gerson Camarotti, disse que a troca foi uma forma de o governo e exercer mais influência sobre a PF, inclusive tirando o Leandro Daiello do comando da Polícia Federal; "Tudo vai ser estudado e refletido. Vou ouvir o presidente [Michel] Temer, o secretário-executivo, e fazer a minha própria avaliação antes de tomar qualquer decisão", disse

O novo ministro da Justiça, Torquato Jardim, afirmou em entrevista à GloboNews que só vai se pronunciar sobre a situação da direção-geral da Polícia Federal após assumir o cargo oficialmente; Torquato vai para o lugar de Osmar Serraglio, que assume a Transparência. O colunista da GloboNews, Gerson Camarotti, disse que a troca foi uma forma de o governo e exercer mais influência sobre a PF, inclusive tirando o Leandro Daiello do comando da Polícia Federal; "Tudo vai ser estudado e refletido. Vou ouvir o presidente [Michel] Temer, o secretário-executivo, e fazer a minha própria avaliação antes de tomar qualquer decisão", disse
O novo ministro da Justiça, Torquato Jardim, afirmou em entrevista à GloboNews que só vai se pronunciar sobre a situação da direção-geral da Polícia Federal após assumir o cargo oficialmente; Torquato vai para o lugar de Osmar Serraglio, que assume a Transparência. O colunista da GloboNews, Gerson Camarotti, disse que a troca foi uma forma de o governo e exercer mais influência sobre a PF, inclusive tirando o Leandro Daiello do comando da Polícia Federal; "Tudo vai ser estudado e refletido. Vou ouvir o presidente [Michel] Temer, o secretário-executivo, e fazer a minha própria avaliação antes de tomar qualquer decisão", disse (Foto: José Barbacena)

247 - O novo ministro da Justiça, Torquato Jardim, afirmou em entrevista à GloboNews que só vai se pronunciar sobre a situação da direção-geral da Polícia Federal após assumir o cargo oficialmente. Torquato vai para o lugar de Osmar Serraglio, que assume a Transparência. O colunista da GloboNews, Gerson Camarotti, disse que a troca foi uma forma de o governo exercer mais influência sobre a PF, inclusive tirando o Leandro Daiello do comando da Polícia Federal.

Perguntado pela reportagem da TV sobre se vai trocar a direção da Polícia Federal, Torquato respondeu:

"Tudo vai ser estudado e refletido. Vou ouvir o presidente [Michel] Temer, o secretário-executivo, e fazer a minha própria avaliação antes de tomar qualquer decisão. Exatamente como fiz na Transparência, mas na Justiça é mais complexa", disse o novo ministro.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247