TSE analisa 50 pedidos de criação de novos partidos

Agremiações aguardam análise do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para saber se poderão participar de eleições e ter acesso ao Fundo Partidário; representantes de alguns desses possíveis partidos acreditam que a cláusula de barreira aprovada em 2016 pelo Senado, que restringe os direitos de siglas que não atingirem patamar mínimo de votos, não irá inibir novas tentativas de criação de partidos no País

tribunal superior eleitoral 
tse
tribunal superior eleitoral  tse (Foto: Gisele Federicce)

247 - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem nada menos que 50 pedidos de criação de novos partidos para analisar, aponta reportagem do Estado de S.Paulo neste domingo 8.

As agremiações aguardam a análise da corte para saber se poderão participar de eleições e ter acesso ao Fundo Partidário.

Representantes de 25 desses possíveis partidos, que responderam ao jornal, disseram acreditar que a cláusula de barreira aprovada em 2016 pelo Senado, que restringe os direitos de siglas que não atingirem patamar mínimo de votos, não irá inibir novas tentativas de criação de partidos no País.

"Essa barreira não nos atinge", diz José Eloy da Silva, presidente do Partido da Mobilização Popular (PMP). "Os partidos podem até diminuir, mas não vão acabar", completa. O último pedido registrado no ano passado junto ao TSE foi do Partido Democrático dos Servidores Públicos (PDSP).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247