TSE avalia fechar clubes de tiro no dia das eleições

Ministro Alexandre de Moraes garantiu que o Poder Judiciário e Justiça Eleitoral estão preparados para garantir a segurança dos eleitores durante e depois das eleições

Presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes

247 - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, disse nesta quinta-feira (22) que a Corte avalia a proposta de fechamento de clubes de tiro no dia da eleição. O pedido foi feito na última terça-feira (20) or delegados que integram o Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil.

O TSE já havia proibido o porte de armas no raio de 100 metros dos locais de votação. No entanto, apesar da medida, as forças de segurança ainda demonstraram receio com a autorização aos “CACs” para o transporte de armamento até os clubes de tiros.

De acordo com reportagem do jornal O Globo, durante sessão nesta quinta, Moraes voltou a reforçar que o Poder Judiciário e a Justiça Eleitoral estão preparados para garantir a segurança dos eleitores não só durante as eleições e nos dez dias que antecedem o pleito.  

CONTINUA DEPOIS DAS RECOMENDAÇÕES

“O Poder Judiciário se preparou para isso, os nossos núcleos de inteligência estão preparados, então eu quero garantir que não só desses 10 dias que faltam para o primeiro turno, mas depois, que teremos eleições tranquilas, eleições seguras” disse Moraes.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:



O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.